Poemas POEMARO de JORGE DAS NEVES

* Jorge das Neves e seus poemas * Georgo das Neves POEMARO Idiomas ORIGINALMENTE utilizados PORTUGUÊS e ESPERANTO

23 maio 2007

Ne diru, ke mi diras <> Não diga que eu digo...


Originalo en Esperanto kun traduko didaktika
Original em Esperanto com tradução didática

@mo sekret@
@mor secreto

Ne diru, ke mi diras, ke amas vin poeto, { Não digas que eu digo que te ama um poeta
la sama, kiu verkas poemojn ĉiuhore { o mesmo que compõe poemas a casa hora
kaj sendas ilin rekte al vi per interreto, { e os envia diretamene a ti pela Internete
ĉar li adoras vin en silento kaj fervore.{ pois ele te adora em silência e com fervor.

Permesu, ho diino, ke sur mia altaro { Dá permissão, ó deusa, que no meu altar
vi staru propradire, ne kiel sanktulino { tu estejas propriamente, não como uma santa
vendita, gipsa aĵo sen ĉarmo en bazaro, vendida, objeto de gesso sem charme numa loja,
sed kiel mia muzo, ne peco en vitrino. {mas como minha musa, não uma peça numa vitrine.

Sen dormo, mi dum nokto revenas al l' ekrano { Sem dormir, eu na madrugada venho à tela
de mia komputilo kaj serĉas la liniojn {de meu computador e procura as linhas
de viaj mesaĝetoj. Mi estas veterano, { de tuas pequenas mensagens. Sou veterano
kaj vi bone komprenas sekretajn emociojn... { e bem compreendes secretas emoções...

Ne gravas la distanco, ne gravas la bezono, {Não importa a distância, não importa a necessidade
ke via nomo restas kaŝita, en sekreto,{ que teu nome permaneça guardado, em segredo,
samkiel retadreso kaj via telefono...{ assim como teu endereço eletrônico e teu telefone...
Ne diru, ke mi diras, ke amas vin poeto
!{ Não digas que eu digo que te ama um poeta!


JORGE DAS NEVES
kaRIOka

1 Comentários:

  • Às 10:02 AM , Blogger Biby Cletus disse...

    Cool blog, i just randomly surfed in, but it sure was worth my time, will be back

    Deep Regards from the other side of the Moon

    Biby Cletus

     

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial